30 ANOS DE RÁDIO POPULAR DE SOURE… OBRIGADO!

Faz hoje, 30 ANOS (15 agosto 1987) que eu, dava a voz, pela primeira vez, à Rádio Popular de Soure, à época, Rádio Saurium. Quero agradecer, a todas as pessoas que comigo trabalharam, ajudaram e deram força, inclusive, aquelas, que não acreditavam ou não queriam que o projeto radiofónico vingasse, por julgarem que isto, era apenas uma brincadeira de “cachopos” e por isso, para esses, dá-me vontade de citar António Gedeão : “Eles não sabem, nem sonham, que o sonho comanda a vida, que sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança, como bola colorida, entre as mãos de uma criança”.

Recordo que recusei o convite para ingressar na Antena 1, onde podia estar, sem um terço dos problemas que aqui tivemos de enfrentar, mas os desafios, muitas das vezes, torna-nos mais fortes e os desafios mais interessantes. A minha opção, foi em prole de continuar junto de minha mãe, na minha terra e prosseguir este projeto, que iniciei com um conjunto de amigos, todos jovens e que tivemos de enfrentar, muitas dificuldades. Inicialmente, o meu objetivo pessoal, era alcançar a etapa dos 10 anos, depois os 20 anos, até que chegámos aos 30 anos de atividade ininterrupta. Foram 30 anos de muita dedicação pessoal, com altos e baixos, mas sempre, com a determinação de nunca baixar os braços ou desistir. Dedico esta efeméride, a toda a gente, que me ajudou, onde se incluem os ouvintes, a razão de ser da nossa existência, à minha família, de modo particular, à minha mãezinha, que já partiu, mas que lá no céu, estará muito feliz, por constatar que o filho, jamais a desiludiu, quando lhe prometeu, há 30 anos, quando recusou o convite de uma rádio nacional e do Estado, que queria fazer deste projeto local, uma coisa séria e credível. Confidencio, algo muito pessoal, nos últimos tempos de vida, a mãezinha, apesar de saber que eu andava stressado, com a doença que a afetava, e que vivia quase 24 horas por dia, para lhe proporcionar carinho, afeto, acompanhamento e bem-estar, o que felizmente consegui, ela disse-me várias vezes, quando a deixava: “filho, vai com calma, não te enerves com ninguém e continua a dar o teu melhor pela rádio”.

Colocando a política, totalmente de lado, até porque tenho amigos, dos mais diversos quadrantes políticos, seria injusto da minha parte, não mencionar, Mário Jorge Nunes, um dos meus colegas fundadores, empreendedor e amigo que, ao longo destes 30 anos, em muitas ocasiões, me deu, a maior força, para nunca desistir e levar por diante, este projeto de comunicação social do concelho de Soure.

Estou Feliz, afinal, são 30 ANOS DE RÁDIO, feita a partir de Soure, e atualmente, escutada em todo o mundo, o que era impensável, há 30 anos atrás!

Fernando Dias

 

(Simbolicamente, uma foto, com dois dos equipamentos mais antigos da RP Soure, já material de museu: 2 leitores/gravadores – REVOX)